Quais são os sinais e os sintomas da Doença Renal Crônica?

Nos estágios iniciais da doença renal crônica, pode haver sintomas e os pacientes geralmente não se sentem doentes.

Composing a good college essay expects that the writer is able to clearly communicate their point without going within their Once you have those items in place, it’ll probably be time to establish your internet connection, so that you could be able to start searching for affordable papers the best prices.

reader’s head.

Nos estágios posteriores, e particularmente na doença renal do estágio final, pode ocorrer o seguinte:

  • Náusea ou vômito;
  • Cansaço;
  • Dores de cabeça;
  • Redução do apetite e perda de peso;
  • Redução da consciência;
  • Icterícia (pele e globo oculares amarelados);
  • Coceira sem lesão aparente (prurido);
  • Insônia;

Basicamente todas as manifestações são provocadas pelo aumento da concentração de metabólitos no sangue.

Doença renal crônica pode provocar fadiga, náusea, dores de cabeça, câimbras e coceira dentre outros sintomas.

  • Edema em mãos, face e membros inferiores;
  • Pressão alta
    Devido ao rim estar excretando menos água;
  • Espasmos musculares e câimbras
    Devido ao rim não estar realizando o balanço dos eletrólitos no sangue;
  • Anemia
    Devido ao rim produzir menos a eritropoietina;
  • Fraqueza óssea (Osteodistrofia Renal)
    Devido a uma alteração no metabolismo dos ossos. Por exemplo, a atividade dos rins produzirem a forma ativada da vitamina D está comprometida. Sendo assim, o cálcio não é muito bem absorvido no intestino e isso, associado a outros fatores contribuem para a fraqueza óssea.

Figura 1: Na anemia renal a produção de novas hemácias está insuficiente.

Doenças cardiovasculares secundárias à doença renal crônica

Muitas pessoas com doença renal crônica desenvolvem doenças do coração e dos vasos sanguíneos como arterioscleroses dos vasos do coração (doença coronariana) e insuficiência cardíaca. O risco de desenvolver uma doença cardiovascular é devido ao aumento da pressão arterial e a anemia. Portanto, o tratamento da doença renal crônica tem como alvo reduzir esses fatores de risco.