Tratamento conservador na doença renal crônica

O tratamento conservador da doença renal crônica não utiliza a diálise, mas sim, usa a reeducação alimentar e terapia medicamentosa já nos estágios mais recentes da doença.

O tratamento conservador tem como objetivo:

  • Diminuir a progressão da doença e assim postergar o uso da terapia de substituição da função renal (diálise, transplante);
  • Evitar ou atenuar o desenvolvimento de complicações secundárias (fraqueza óssea, doenças cardiovasculares);

Isso inclui a adesão de diversas medidas, como:

  • Tratamento e controle de doenças silenciosas (diabetes mellitus e hipertensão);
  • Controle da hipertensão, a qual se agrava com a progressão da doença;
  • Profilaxia e tratamento da fraqueza óssea (dieta e medicação);
  • Dieta livre de proteína (suplementação com medicação contendo cetoácidos e aminoácidos essenciais);
  • Controle da ingesta de sal e água (dieta e medicação);
  • Tratamento da anemia (medicamento com eritropoietina);
  • Evitar medicamentos que podem causar danos aos rins;
  • Parar de fumar;
  • Controle do peso;
  • Prevenção e tratamento das infeções urinárias.
Figura 1: A dieta renal pode ajudar a diminuir a progressão e atenuar os sintomas da DRC