Diagnóstico

Como o médico irá detectar a doença renal?

Mesmo que a pessoa possa ter doença renal, sem nenhum sintoma, o seu médico pode inicialmente detectar a condição por meio de exames de sangue e urina, os quais são rotineiros. Os exames são a única maneira de saber se você é portador da doença renal crônica.A National Kidney Foundation (EUA) recomenda três simples exames para diagnosticar a doença renal crônica:

  • Aferição da pressão arterial;
  • Verificar a presença de proteínas ou albumina na urina. Rins saudáveis geralmente excretam uma quantidade muito pequena de proteínas na urina. Os rins lesados não conseguem separar as proteínas do sangue dos compostos metabólitos. Então, o aparecimento de albumina (um tipo de proteína do sangue) na urina é um marco de dano renal. Uma concentração pequena de albumina na urina (30 até 300mg de albumina na coleta da urina de 24h) é denominado de microalbuminúria. Isso indica que existe um rim com dano. Com a piora da função renal, a concentração de albumina e outras proteínas na urina aumenta (mais que 300mg de albumina na coleta da urina de 24h) e essa condição é denominada de proteinúria.
  • Estimativa da taxa de filtração glomerular (TFG) baseada na análise da creatinina sérica. Sua taxa de filtração glomerular (TFG) é uma medida da sua função renal. Se sua TFG está muito baixa, significa que seu rim não está em condições de remover os metabólitos e o volume extra de água do corpo. Sua TFG pode ser estimada por meio de uma rotineira dosagem de creatinina no sangue. Creatinina é um metabólito produzido pela degradação das células musculares. A concentração de creatinina está correlacionada com a função renal.


Figura 1: Experimente nossa calculadora da TFG
Doença renal crônica é diagnosticada a partir de exames de sangue e de urina.

No laboratório, seu sangue vai ser examinado para verificar quantas miligramas de creatinina estão presentes por decilitros de sangue (mg/dl). Os níveis de creatinina podem variar e cada laboratório tem seu próprio nível padrão geralmente variando de 0.6 até.2mg/dl. Se seu nível de creatinina está levemente abaixo dessa média você, provavelmente, não apresentará sintomas. Mas, se estiver elevado é um sinal de que seus rins não estão trabalhando com toda capacidade.

Deve-se considerar que o valor de creatinina sérica é variável e pode ser afetado por diferentes parâmetros, dentre eles a dieta. Equações para estimação da TFG que estão baseadas na creatinina sérica tem apresentado uma maior precisão na avaliação da função renal. Essas equações levam em consideração o nível de creatinina sérica, peso, idade, sexo e raça (negro, caucasiano, pardo…).

Investigando a causa oculta da doença renal crônica

Uma vez que a doença renal crônica é identificada, seu médico vai atrás da causa da doença. Isso é importante, pois tratando a causa pode ajudar a diminuir a progressão da doença renal crônica. Existem inúmeras técnicas de diagnóstico que podem ser usadas, por exemplo, diagnóstico por imagem (ultrassom, tomografia computadorizada) e diferentes tipos de exames de sangue. Em alguns casos, pode ser necessário realizar a biopsia, que consiste na retirada de uma pequena porção do rim para examinar no microscópio.