O que é Doença Renal Crônica?

Definição

Doença renal crônica é geralmente a rota final de inúmeras doenças que afetam os rins. Causas comuns são as inflamações dos glomérulos (glomerulonefrite) e dos cálices renais (pielonefrite), assim como a hipertensão e o Diabetes mellitus.

A doença renal crônica é caracterizada por uma perda progressiva da função renal. Dependendo da atividade e do decorrer da doença, a perda da função renal pode ser rápida ou lenta, dessa forma a falência renal total pode demorar anos ou até poucos meses.

No geral, a unidade funcional do rim, os néfrons, não conseguem se regenerar depois de ter sofrido alguma injúria, ou eles estão ativos ou eles estão funcionalmente “mortos”. No entanto, como o rim apresenta múltiplos néfrons ele apresenta uma reserva funcional. O corpo consegue adaptar-se com a perda de um rim, mesmo que ocorra aumento considerável dos metabólitos.

Estágios da doença renal crônica

De acordo com a análise da função renal (Taxa de filtração glomerular, TFG) existem cinco estágios da doença renal crônica (de acordo com a literatura americana NKF-KDOQI [1]). Estágio 1, (TFG < 90ml/min/1.73m²), é o começo da manifestação da doença enquanto o Estágio 5, (TFG < 15ml/min/1.73m²) representa a falência renal. Esse estágio também é denominado estágio final da doença renal (EFDR) e a partir desse ponto, menos que 15% do tecido renal está funcional sendo necessária a diálise para a sobrevivência.


Taxa de filtração glomerular (TFG) (ml/min/1.73m²)

Figura 1: Estágios da doença renal crônica de acordo com o guideline NFK – KDOQI

Você Sabia?

Diabetes e hipertensão arterial causam cerca de 70% dos casos de insuficiência renal.

Você Sabia?

Existem grandes diferenças nas recomendações nutricionais durante a fase de pré-diálise e a fase de diálise da doença renal crônica.

Você Sabia?

Um cetoácido é o análogo
livre de nitrogênio (NH3)
de um aminoácido.